Posted on

O processo criativo de uma imagem. A escolha dos filtros

      Workshop Miramar, Capela S. da Pedra (Pôr do Sol)

 

  • Na fotografia de paisagem por vezes só com persistênçia se consegue obter o resultado pretendido. Esta imagem percorria-me o imaginário há bastante tempo, e neste dia as condições estavam perfeitas para a realizar.  Depois da luz , para mim o mais importante é a composição e aqui o potencial da imagem reside na simetria conseguida graças à água no primeiro plano. Apercebi-me que o néon refletido na água seria um bónus, pelo que enquanto o céu abundava de côr apressei-me a posicionar o tripé, e com calma fiz a medição da luz. Facilmente me apercebi de uma diferença de 3 stop entre o céu  e a terra, e a escolha do filtro foi obviamente o reverso 3 Stop e porquê? Porque o reverso é um filtro que balança e controla  perfeitamente a luz ao nascer do Sol / pôr do Sol) na linha do horizonte, tornando-o ideal para estas situações Se repararem com cuidado na imagem, apercebem-se que a maior intensidade de luz e côr está diretamente abaixo do céu. Depois de equilibrar a luz com o filtro, adicionei o filtro de densidade neutra (Proglass IRND )  de 3 Stop para me proporcionar uma exposição de 20/25 segundos, o suficiente para o efeito etéreo desejado. A escolha do polarizador pode parecer no mínimo dúvidosa, pois com reflexos devemos ter o máximo cuidado, mas tive uma razão forte para isso….Se quiseres saber como, inscreve-te num workshop da tua preferênçia. Se preferires, podes sempre optar workshop edição online a partir do conforto da tua casa.

  • Sponsored by:

  •  www.leefilters.com

  •  www.coloreffects.pt